Tea and Chinese immigrants

沒有什麼比用立法建立一個節日更公平的方式來紀念中國人在巴西所做出的貢獻。
巴西聯邦議員福斯托·皮納托

Nada mais justo que celebrar a presença e a contribuição dos chineses ao Brasil
com a instituição de uma data nacional que reverencie a memória e a história
da imigração e da amizade com aquele País que se tornou nosso maior parceiro comercial.

Parlamentar Fausto Pinato (PP-SP)


纵观历史,没有那个种族比中国人对人类的贡献更大,在中国人影响世界的载体中,茶的影响最深刻,意义最深远。

中国影响世界的方式是被动的。被其他种族发现,然后发展成他们自己的,甚至用来对付中国人。英国商人在维多利亚时期以茶的健康功能创造了“茶文化”(下午茶),改变了欧洲人的生活。日本禅僧将茶转化成生存哲学,以纯艺术方式建立他们的“仪式”(茶道)。葡萄牙、巴西和阿尔加维国王若昂六世所制定的“国家战略经济项目”将中国人(茶农)和茶文化以特殊的方式“带”到了巴西。

有学者认为,欧洲国家对中国人的兴趣在于他们“卖苦力”的精神。在巴西,中国移民替换黑人努力,国家也由奴隶制转向自由工人制。圣保罗联邦大学“巴西移民研究”在《在巴西的中国移民与他们的语言》一书中说,中国移民刚开始的思想(衣棉还乡,光纵耀组,落叶归根)导致他们只有一部分落地生根,中国政府对移民的不保护造成中文在国外的消失。

20世纪70年代,中国打开国门。2003年,人们在巴西“中国主题嘉年华”第一次接触剪掉长辫子“走出来”的中国人,“孔子学院”向世人展示着中国雄厚的经济实力。2013年,习近平提出“一带一路”战略,一年后,他在巴西回顾了两国以“茶”为主体的交往史。

[ 征文-茶和中国移民 ] [ 阅读更多 ]

Do ponto de vista histórico, nenhuma outra etnia influenciou tanto o ser humano como os chineses, e no contexto mundial, as folhas de chá foram as mais importantes, com significados profundos.

A forma como os chineses influenciaram o mundo foi de forma passiva, tendo tecnologias e costumes descobertas por outras etnias, e depois desenvolvida e adaptadas pelos mesmos, e inclusive sopresandos. Como os mercadores ingleses da Era Vitoriana, que criaram a ‘cultura do chá’ (o chá da tarde) com base nos efeitos positivos na saúde, onde mudou o estilo de vida dos europeus; os monges Zen japoneses transformaram o chá em um objeto filosófico e construíram, em forma de arte, a ‘cerimônia do chá’ (Sadō). O rei de Portugal, Brasil e Algarves D. João VI trouxe os trabalhadores chineses (plantadores de chá) e a sua cultura ao Brasil no seu “projeto estratégico econômico”.

Estudiosos acham que, a Europa se interessou pelos chineses por causa do seu espírito de vender ‘Coolie’. No Brasil, os trabalhadores chineses substituíram os escravos africanos, transformando a escravidão em um regime de trabalhador livre. Em um artigo publicado pela USP descreveu os pensamentos dos imigrantes chineses na época: Yi Jin Huan Xiang (衣棉还乡, retorno à terra natal com trajes de seda, de muita riqueza e glória); Guang Zong Yao Zu (光纵耀组, honrar familiares e antepassados pelo retorno com muita riquza); Luo Ye Gui Gen (落叶归根, pessoas voltam à sua terra natal, como as folhas caem ao pé do árvore). Parte desses imigrantes permaneceram no Brasil, tendo que Luo Di Sheng Gen (落地生根, as pessoas fixam-se no lugar como se fossem sementes que caem na terra, criam raízes e fixam-se nessa terra com uma vida nova), e a política chinesa de não proteger e priorizar os imigrantes fez com que a cultura chinesa fosse gradualmente desaparecida no Ocidente.

Nos anos 70, a China abriu os portões. Em 2003, os brasileiros viram pela primeira vez os chineses com seus rabos de cavalo cortados fora no Carnaval com tematização chinesa, o Instituto Confúcio mostrou ao mundo as exelentes condições financeiras chinesas. Em 2013, Xi Jinping sugeriu a estratégia da ‘Iniciativa do Cinturão e Rota da Seda’ (The Belt and Road). Um ano depois, em seu discurso no Congresso, ele retomou a história da relação diplomática do chá entre Brasil, e China.

[ Artigo – Chá e a imigração chinesa ] [ Leia mais ]





Institutional Supports

This project was originally the creation of personal,

Work of many people, it has become a large-scale cultural production and research platform today.

culture-china
cppcc
ilas-cass
cdrc
shaanxi
bfa
cri
beijing-today

This project set up by Editora Recurso!

If you are interested in participating, or use images. We are happy to discuss.